O filósofo-CEO da China: Zhang Ruimin

Todos os anos, a Academia de Gestão reconhece um dos CEO mais influentes do mundo convidando essa pessoa para falar como keynote na sua reunião anual. Quando Zhang Ruimin discursou em 2013 foi um sinal de que a China havia produzido o seu primeiro filósofo-CEO.

Tal como Jack Welch e A. G. Lafley, Zhang é reconhecido não só por liderar um negócio global de alta performance e verdadeiramente empreendedor, como também por organizar essa empresa à volta de uma estrutura conceptual que guia o seu desenvolvimento há anos – no caso da Haier, quase desde a sua fundação.

Leia este artigo na íntegra na edição de Dezembro da Executive Digest

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo