«Tem que se ser flexível para suceder num mundo imprevisível»

Drew Gilpin Faust, a primeira mulher presidente de Harvard, está no cargo há sete anos e transformou o núcleo de estudantes da instituição.
A forma ponderada
que usou para abordar o problema de diversidade pode servir de modelo a qualquer empresa.

Texto de Evie Nagy

«Não sabemos para onde o mundo se dirige. A tecnologia está a destruir tantos pressupostos tradicionais, opções de emprego e bases económicas que não sabemos que tipo de emprego terão os jovens daqui a uma década.»

Para ler o texto na íntegra, consulte a edição de Agosto de 2014 da revista Executive Digest.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo