eurosondagem-barometroDe acordo com o estudo feito pela Eurosondagem para o Instituto Europeu da Faculdade de Direito de Lisboa, a maioria dos portugueses acredita que o programa da Troika vai tirar Portugal da crise.

Segundo o mesmo estudo, a maioria dos portugueses defende limites constitucionais ao endividamento, mas preferia pronunciar-se num referendo sobre o assunto.

Outros dados de assinalar sobre o estudo são os seguintes:

– 66,8% dos inquiridos defendem a participação de Portugal no Tratado de Estabilidade, Coordenação e Governação na União Económica e Monetária;

– 15,7% estão contra a participação de Portugal no mecanismo, mas uma maioria de 53,3% defende que a participação portuguesa devia ser legitimada em referendo;

– 41,6% afirmaram que responderiam de forma positiva ao referendo, enquanto que 21,4% votaria contra sendo que a abstenção se situaria nos 18,9%;

– 47,4% concordam também com a inscrição de limites ao endividamento e ao défice na Constituição portuguesa enquanto 34,7% está contra e 17,9% ou não sabe ou não responde.

Segundo o Jornal de Negócios, este estudo de opinião foi feito a 9 e 10 de Fevereiro, através de 1021 entrevistas telefónicas a pessoas com mais de 18 anos, residentes em Portugal Continental e com lares com telefone fixo.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo