Editorial: 2018

Por: Álvaro de Mendonça Director de redacção

alvaro.mendonca@multipublicacoes.pt

Em jeito de balanço do ano e de antecipação de 2018, aqui ficam 12 temas interessantes, para irmos acompanhando. Um por cada mês do ano que agora se inicia.

1. Até onde poderá ir a alta das criptomoedas, em geral, e da Bitcoin, em particular? Serão elas o gatilho da próxima grande crise financeira? Como irão as autoridades lidar com este tema?

2. Há ou não uma bolha no imobiliário? Os preços da habitação vão continuar a subir ou iremos assistir a uma correcção do mercado?

3. A onda de promoções e descontos permanentes é para continuar, ou irão as empresas ajustar políticas, de forma a reporem as suas margens de negócio? Até onde irá a estratégia de ganhar quotas de mercado a qualquer preço?

4. O crescimento económico vai manter o mesmo ritmo? Que efeito terá um abrandamento no cumprimento das metas do défice e da dívida?

5. E o turismo? É possível e viável manter o mesmo ritmo de crescimento? Conheceremos finalmente o local do segundo aeroporto de Lisboa?

6. A Autoeuropa resistirá ao ataque da CGTP e do Partido Comunista? O risco de abandono da fábrica pela Volkswagen é real?

7. E o Montepio Geral? Com que participação acabará por ficar a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa? Quem serão os outros sócios? Quem ganhará o braço de ferro entre a administração da Caixa Económica e a da Associação Mutualista, que controla a maioria do capital social?

8. Que efeitos terá o gradual abandono do quantitative easing na situação financeira dos bancos? O aperto do crédito é para continuar?

9. Conseguirão as empresas ajustar-se às novas regras sobre as bases de dados de clientes? Quanto custará essa adaptação?

10. Os serviços de ride-hailing, tipo Uber e Cabify, serão finalmente regulados? Proibidos, limitados ou legalizados? Qual será a reacção do poderoso lobby dos táxis?

11. Que destino terão os três grandes grupos de media de Portugal (Impresa, Cofina e Media Capital)? Quantos jornais diários em papel resistirão até Dezembro?

12. A coligação governamental continuará em paz? 2018 será um ano de estabilidade política? Quem será o novo líder do PSD?

Resposta dentro de 12 meses

Editorial publicado na Revista Risco n.º 7 de Dezembro 2017/Janeiro 2018

Recomendar
  • gplus
  • pinterest