86% das PMEs estão focadas na agilidade empresarial

Em Portugal, 60% das pequenas e médias empresas (PME) estão a investir em novas tecnologias no local de trabalho. A prioridade vai para as soluções de gestão documental (74%), logo seguidas pela análise de dados (70%), automatização (68%) e sistemas de videoconferência (64%).

Um estudo realizado pela Ricoh indica que 86% dos directores de PMEs portugueses estão focados em melhorar a agilidade empresarial e que 61% das organizações está a introduzir novas tecnologias para responder mais rapidamente às oportunidades que surgem.

Além disso, mais de metade das PMEs acredita que a empresa irá fracassar no prazo de cinco anos caso as tecnologias disponíveis não sejam renovadas. O top 3 de factores que diminuem o desenvolvimento tecnológico é composto por: rigidez dos processos regulamentares, hierarquia dentro da empresa e tecnologia insuficiente.

Ramon Martin, CEO da Ricoh Portugal e Espanha, acrescenta que «os directores das PMEs portuguesas escolhem priorizar o investimento nas ferramentas que terão um impacto real e positivo nos resultados finais». Em comunicado, afirma, ainda, que «aqueles que ainda não o fizeram devem ponderar cuidadosamente como a tecnologia pode permitir aos seus colaboradores trabalhar mais rápido e de maneira inteligente, fazendo com que o seu negócio seja mais ágil». Caso não o façam, «correm o risco de ficar para trás».

Recomendar
  • gplus
  • pinterest