Gucci diz adeus a pelo de animais já em 2018

A partir do próximo ano, as colecções da Gucci já não terão pelo de animais. A marca de moda de luxo anunciou que colocará um ponto final na utilização desta matéria-prima tendo em vista a adopção de práticas mais sustentáveis.

Marco Bizzarri, CEO da Gucci, assegura que «ser socialmente responsável é um dos valores base da Gucci» e que a empresa continuará a trabalhar para melhorar o seu impacto no ambiente e junto dos animais. Citado pela Financial Times, o responsável indica ainda que os produtos com pelo verdadeiro de animais são equivalentes a cerca de 10 milhões de euros anuais nas receitas globais da Gucci, pelo que o impacto financeiro deverá ser limitado.

A decisão terá partido de Alessandro Michele, director Criativo na casa francesa desde 2015. Nas próximas colecções, este material será substituído por peles sintéticas, lã e novos tecidos que surjam fruto da inovação.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest