Bruxelas aprova venda do Novo Banco à Lone Star

A Comissão Europeia aprovou o auxílio português à venda do Novo Banco, nomeadamente o acordo firmado entre Portugal e o fundo de private equity Lone Star. Em comunicado, a comissão avança que “as medidas permitirão ao novo proprietário privado lançar o seu ambicioso plano de reestruturação, que visa garantir a viabilidade a longo-prazo do banco, limitando, ao mesmo tempo, as distorções da concorrência”.

Margrethe Vestager, comissária responsável pela política da concorrência, explica que a aprovação dos planos de Portugal para conceder auxílio estatal ao Novo Banco surgem ao abrigo das regras da UE neste âmbito. «É agora importante que o novo proprietário aplique o plano de forma eficaz, para que o bando consiga apoiar a economia portuguesa», conclui a comissária.

Recorde-se que o negócio firmado com a Lone Star estabelece que o fundo norte-americano passe a deter 75% do Novo Banco. O fundo compromete-se a injectar mil milhões de euros no banco.

A comissão lembra ainda, no mesmo comunicado, que a prestação de auxílios estatais depende exclusivamente do Estado-Membro em questão e que o papel da comissão é de apenas apreciar a compatibilidade do apoio previsto.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest