Disney diz adeus à Netflix e lança serviço próprio

A The Walt Disney vai comprar uma participação maioritária na BAMTech, na qual já era investidora, e acelerar a criação do seu próprio serviço de streaming. Já no início do próximo ano, a empresa planeia lançar uma plataforma de streaming focada no mundo desportivo e com a chancela da ESPN.

Para o ano seguinte, em 2019, está previsto um serviço em nome próprio, segundo anuncia em comunicado. A novidade está a ser pensada, para já, apenas para o mercado norte-americano, onde será disponibilizada mediante subscrição. Os utilizadores terão acesso a conteúdos on-demand, incluindo as mais recentes estreias da Disney e da Pixar e produções originais criadas especificamente para a plataforma.

Ao criar o seu próprio serviço de streaming, a The Walt Disney Company diz adeus à Netflix, colocando um ponto final à parceria de distribuição entre ambas no que diz respeito a novos lançamentos.

No mesmo documento, a The Walt Disney informa que irá pagar 1,58 mil milhões de dólares (1,34 mil milhões de euros) pela compra adicional de uma participação de 42% na BAMTech, empresa dedicada ao desenvolvimento de tecnologia de streaming e à prestação de serviços de marketing e análise de dados, entre outros. Até aqui, detinha 33% da tecnológica.

Roger A. Iger, chairman e CEO da The Walt Disney Company, explica que na base da nova aquisição estão as mudanças nos media: «O panorama dos media é crescentemente definido por relações directas entre os criadores de conteúdos e os consumidores e o controlo do conjunto total de tecnologia inovadora da BAMTech dá-nos o poder para forjar essas ligações, bem como a flexibilidade para rapidamente nos adaptarmos às mudanças no mercado.»

Recomendar
  • gplus
  • pinterest