Google reage a multa de 2,4 mil milhões de euros

A Comissão Europeia anunciou hoje que vai multar a Google em 2,42 mil milhões de euros por considerar que violou as regras da concorrência ao favorecer o seu serviço de comparação de preços, o Google Shopping. A tecnológica já reagiu à decisão, recusando a avaliação da Comissão e garantindo que a ferramenta que disponibiliza ao público é uma mais-valia.

Kent Walker, SVP and general counsel Google, explica que o Google Shopping liga utilizadores à procura de determinado produto a anúncios de marcas e negócios que disponibilizam esse mesmo artigo. «Acreditamos que a decisão da Comissão Europeia relativa ao Google Shopping subestima o valor dessas ligações rápidas e fáceis», refere o responsável, em comunicado oficial.

Kent Walker acrescenta que o serviço evoluiu muito desde que a tecnológica começou a apresentar anúncios, há uma década: «Mostrar anúncios que incluem fotos, avaliações e preços beneficiam-nos, beneficiam os nossos anunciantes e, acima de tudo, beneficiam os nossos utilizadores».

O general counsel da Google garante ainda que os anúncios apenas são mostrados após receberem feedback dos utilizadores indicando que estes conteúdos são relevantes. A par disso, «milhares de comerciantes europeus utilizam estes anúncios para competirem com grandes companhias como a Amazon e eBay».

Relativamente à crítica em concreto da Comissão Europeia relativamente à falta de destaque dada a outros sites comparadores de preços face ao seu próprio serviço, Kent Walker explica que têm sempre em vista o melhor interesse dos utilizadores. Segundo o responsável, dados recolhidos pela tecnológica mostram que os utilizadores preferem links que os levem directamente aos produtos, evitando os sites onde têm de repetir o processo de pesquisa.

O responsável avança ainda que a Google discorda respeitosamente da decisão da Comissão Europeia e que vai considerar um recurso.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest