Nike reestrutura para crescer

A Nike anunciou que vai eliminar cerca de 2% da sua força de trabalho global e um quarto dos modelos de calçado para fazer face ao aumento da concorrência e às mudanças repentinas de tendências.

De acordo com a agência Reuters, a fabricante de artigos desportivos vai reduzir os segmentos de negócio de seis para quatro, numa altura em que está a lutar por quota de mercado na América do Norte devido à recuperação da Adidas e ao rápido crescimento da Under Armour.

No plano “Consumer Direct Offense”, a Nike vai focar-se em 12 cidades-chave em 10 países, que deverão representar mais de 80% do crescimento estimado até 2020, acrescenta a agência.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest