Mota-Engil ganha contrato de 187 milhões

A Mota-Engil anunciou que ganhou um contrato que prevê o fornecimento exclusivo de serviços de mineração numa mina de ouro da Société AngloGold Ashanti de Guinée, na Guiné.

O contrato, com um valor estimado de 210 milhões de dólares (187,3 milhões de euros) e uma duração de 56 meses, «será executado por uma entidade incorporada na República da Guiné e detida integralmente pela Mota-Engil Engenharia e Construção África», de acordo com informações avançadas pela construtora num comunicado remetido à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa destaca ainda que foram recentemente adjudicadas a empresas do grupo «diversas obras noutros países da região de África, das quais se destacam vários contratos com valor de cerca de 130 milhões de dólares (116 milhões de euros) em Angola».

Além disso, a Mota-Engil indicou em outro comunicado que assinou um contrato, no valor de 2.389 milhões de dólares (2,13 mil milhões de euros), com a Thai Moçambique Logística, num negócio que já tinha sido anunciado mas cujo contrato ainda não estava assinado.

A obra a realizar em Moçambique, que prevê a construção de uma via-férrea de cerca de 500 km e uma duração de 44 meses, será executada por um consórcio detido a 50% pela Mota-Engil, cabendo os restantes 50% à China National Complete Engineering Corporation, uma subsidiária da China Machinery Engineering Corporation.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest