Renault quer ser referência do mercado

A ambição é de Fabrice Crevola, novo administrador delegado da Renault em Portugal. Com uma marca líder há duas décadas no mercado, Fabrice Crevola sabe que não basta vender, mas também, manter clientes fiéis que voltem. E já no próximo ano chega novo desafio: o relançamento da Alpine, a marca desportiva de luxo.

Texto de Helena Rua e M.ª João Vieira Pinto

Foto de Pedro Simões

Carlos Ghosn declarou que a manutenção da liderança nos eléctricos é uma das metas para o grupo que preside, Renault-Nissan. Em Portugal, a Renault é, também neste segmento, líder de mercado e quer continuar a crescer apesar dos volumes ainda serem de nicho.

Chega a Portugal numa altura em que a Renault chama a si a liderança contínua de 20 anos, a maior quota da última década e um crescimento de 24,5% face a 2015. É uma responsabilidade acrescida!

É uma enorme responsabilidade mas é também um desafio, até porque é a primeira vez que tenho a responsabilidade de gerir uma filial.

O que é que falta, em Portugal, para aumentar a penetração dos eléctricos?

Portugal está acrescer muito a este nível, mas é evidente que o preço de um carro eléctrico ainda é bloqueador de compra, seguido da autonomia.

Este artigo foi publicado na edição de Novembro de 2017 da revista Executive Digest.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest