Marcar com o Vinho do Porto

Depois de um crescimento continuado no Vinho do Porto – organicamente e por aquisição –, o grupo Flagdate Partnership entrou no turismo. The Yeatman, Vintage House e Infante de Sagres fazem agora parte do portefólio de um grupo que vai investir, ainda, na construção da Cidade do Vinho do Porto, em Vila Nova de Gaia.

Por Mª João Vieira Pinto

Fotografia Egídio Santos

Ao todo, são 11 milhões de euros que a Flagdate Partnership tem para investir este ano. Uma verba canalizada, na sua maioria, para o Turismo, apos a compra do Hotel Vintage no Douro e do Infante de Sagres, no Porto.

As obras de recuperação e requalificação estão em curso, acreditando Adrian Bridge, CEO do Grupo, que no final será possível contar melhores histórias daquele que é o seu produto estrela, o Vinho do Porto. E se este ainda representa 2/3 do negócio, a verdade é que o ano passado foi ano de quebra em valor, apos a saída do Reino Unido da União Europeia. Agora, Adrian Bridge tem todo um conjunto de novos mercados definidos – apesar do Grupo estar já em mais de 100, sendo que em apenas 1/3 não e assegurada a distribuição directa -, para voltar à linha ascendente.

No ano em que uma das marcas icónicas do Grupo, a Taylors, celebra o seu 325.º aniversário, o Flagdate Partnership quer continuar a dar cartas, no Turismo e nos vinhos, apenas descartando a entrada nos vinhos de mesa.

Leia este artigo na íntegra na edição de Maio da Executive Digest.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest