Espanha em destaque nas M&A em Portugal

Portugal registou um total de 29 operações de fusão e aquisição no passado mês de Fevereiro, o equivalente a um crescimento de 21% face ao período homólogo de 2016. Dados do Transactional Track Record revelam que apenas sete destas transacções divulgaram os seus valores, ascendendo a 1,2 mil milhões de euros (+30% do que no ano passado).

No acumulado do ano, o primeiro bimestre de 2017 totalizou 55 transacções e 2,4 mil milhões de euros, num aumento de 58% em relação ao mesmo período de 2016.

O sector Financeiro e Seguros foi o que mais se destacou em Fevereiro, com seis transacções e um aumento de 100%. Seguem-se os sectores de Tecnologia e Imobiliário, sendo que “os três sub-sectores alternam o pódio do mercado transaccional luso há quatro anos”.

No que respeita a operações inbound, referentes a empresas internacionais que compraram activos em Portugal, o destaque vai para Espanha. O país vizinho foi responsável por 11 das 21 aquisições neste regime, somando 770 milhões de euros. Em Fevereiro do ano passado, apenas duas de 16 aquisições tinham sido realizadas por empresas espanholas. Estados Unidos da América e Luxemburgo são os países que se seguem.

No campo de private equity, contam-se três transacções no mês passado, sendo que apenas uma operação revelou o seu valor: 242 milhões de euros, o que representa um crescimento de 38%. Em termos de venture capital, registaram-se também três operações, a mesma quantidade de Fevereiro do ano passado, num total de 470 mil euros.

O Transactional Track Record destaca ainda a conclusão da Oferta Pública de Aquisição do Banco BPI por parte do CaixaBank como transacção do mês.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest