Briosa | Da Lota para a lata

A Briosa conservas de pescado exporta 92% da sua produção para mercados como o Reino Unido, Israel, África do Sul ou Canadá e, recentemente, entrou com muita lata no Japão. Mas esta empresa figueirense não vai ficar por aqui e quer conquistar mais palatos a nível mundial.

Por Helena Rua

O peixe fresco é a base para toda a produção da Briosa Conservas de Pescado, um projecto pessoal de António de Pinho Faustino, apaixonado pelas conservas e visionário que, em 1991, no seio do grupo Conservas Portugal Norte, decide arriscar num projecto que abria novas oportunidades para o grupo no fornecimento de conservas para exportação.

Leia este artigo na íntegra na edição de Setembro da Executive Digest

Recomendar
  • gplus
  • pinterest