Os problemas da Banca e a sua influência…

Por Ricardo Florêncio

Mas afinal o que se passa com a Banca em Portugal ? Tivemos os nossos problemas, tal como os outros países.

Contudo, enquanto nos outros países assiste-se a uma recuperação do sector e a uma normalização de funcionamento das diversas instituições, em Portugal, a situação agudiza-se. Segundo dados publicados, nos últimos 8 anos, os apoios à banca custaram 20,7 mil milhões em dívida. Alguns bancos faliram, outros foram vendidos à pressa, outros intervencionados. BPP, BPN, BES e recentemente o Banif, entre outros. Agora, surgem notícias que são necessários 4 mil milhões para recapitalizar a CGD? Para quê exactamente?

Por outro lado, é agora necessária a criação de um “banco mau”, para colocar certos tipos de activos e créditos malparados? Isto depois de vários bancos terem apresentado nos últimos anos prejuízos de valores avultados, muitas vezes com a justificação de que era necessário para cobrir riscos de “imparidades”. Relembremos que no passado já foram criadas algumas empresas, fundos e instrumentos financeiros, tendo como princípio servir os mesmos objectivos. E agora é necessário um “banco mau”? Mas afinal o que se passa?

A bonança no sector financeiro e o seu funcionamento sem atropelos e tropeções são imprescindíveis para um correcto funcionamento da economia. E sem a economia a funcionar, não há país que resista!

Editorial publicado na edição de Junho de 2016 da revista Executive Digest

Recomendar
  • gplus
  • pinterest