Filkemp | O valor do know-how

Alemanha, China, Bélgica e Espanha são os quatro principais mercados de exportação da Filkemp, mas os filamentos da empresa criada a partir do MBO da fábrica Monofios da Hoechst em 1997 são usados no mundo inteiro. Hoje, 97% do volume de negócios da empresa de Mem-Martins é realizado no exterior.

Por Helena Rua

De 1997 até aos dias de hoje, a evolução da Filkemp foi tremenda. Quem o afirma é Markus Kemper, CEO desta empresa que se dedica à produção de fios de pesca, fios técnicos, cerdas abrasivas e produtos para impressão em 3D.

A Filkemp nasce de um MBO feito a um departamento da Hoechst Portuguesa que dava pelo nome de “Monofios”, e que existia desde os anos 70. No momento do MBO, os principais mercados de exportação eram a Alemanha e Espanha. Para o mercado espanhol, a Filkemp vendia produtos usados na pesca profissional, enquanto os produtos vendidos para o mercado alemão se destinavam ao mercado da pesca desportiva.

Leia este artigo na íntegra na edição de Fevereiro da Executive Digest

Recomendar
  • gplus
  • pinterest