2015: Ano Longo

Podemos cuidar melhor do melhor País do mundo para viver e transformá-lo também no melhor País do mundo para trabalhar. Esta é a ideia que os portugueses deviam perseguir.

Sabem aqueles dias compridos que pela metade já parece um dia inteiro? 2015 a pouco mais de meio também já vai longo. Vamos a férias cansados e, pior, com aquela sensação que precisávamos de saber como isto tudo acaba mas não temos como influenciar. Está nas mãos “deles”. Estará?

Leia este artigo na íntegra na edição de Agosto da Executive Digest

Recomendar
  • gplus
  • pinterest