convite-v-conferencia-ed1

Qual a dimensão que o Estado deve ter? Que papel deverá assumir? A tão discutida reforma do Estado é o tema em debate na V Conferência Executive Digest, que tem lugar já amanhã, 21 de Novembro, no Hotel Dom Pedro, em Lisboa, a partir das 9 horas.

A conferência reúne oradores de relevo e propõem-se discutir temas como os critérios a adoptar para a redução do peso do Estado, como pode o Estado ser mais eficiente, que áreas poderão ser entregues à iniciativa privada, em que modelos podem Estado e privados colaborar e como se garante o interesse público.
Os trabalhos arrancam às 9h25, com a apresentação e introdução da conferência. Segue-se a intervenção do keynote speaker Joaquim Aguiar, administrador do Grupo José de Mello.

Na primeira mesa redonda, onde será debatido o tema “A reforma do Estado pressupõe uma redução das suas estruturas e, potencialmente, das suas áreas de intervenção”, estarão presentes Afonso Silva (presidente ESPAP), Joaquim Aguiar (administrador Grupo José de Mello), Luís Mira Amaral (presidente Banco BIC), Paulo Carmona (presidente EGREP) e Tawfiq Rkibi (reitor Universidade Europeia).

Depois de um pequeno intervalo, terá início a segunda mesa redonda que procurará responder à questão “Que vantagens pode trazer a iniciativa privada em relação à gestão pública?”. O painel conta com o contributo de Alberto da Ponte (presidente RTP), Álvaro Nascimento (professor Católica Porto), António Ramalho (presidente Estradas de Portugal) e João Duque (presidente ISEG). Nuno Guerra Santos (managing director da Accenture) e Luís Nunes (vice-presidente da Accenture) serão os moderadores, respectivamente, da primeira e da segunda mesas redondas.

convite-v-conferencia-ed-final

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo