digestRealizou-se ontem a 1ª Conferência Executive Digest, que teve como tema “Gestão & Inovação”, na Sede do Banco Popular. A iniciativa teve o apoio da Accenture, Banco Popular e EDP.

A palavra de ordem era a Inovação, a sua importância na Gestão e consequente desenvolvimento do país, a vários níveis. Neste sentido, estiveram presentes oradores que conhecem como poucos a relevância da Inovação e que abordaram as suas experiências profissionais tendo em conta este valor. Além disso, foi também questionado o papel do Estado, das Universidades e a sua relação com as empresas.

Assim, Peter Villax, Vice-Presidente e Administrador da Hovione, apresentou “Inovação em termos de mudança: Re-definir o papel do Estado, da Universidade e da Empresa”, onde abordou justamente a relação entre as diferentes instituições, concluindo que “a colaboração com as universidades é fraca”, além de que a ciência deveria ser medida “não pelos inputs, mas pelos outputs”.

Seguiram-se dois painéis: “Que inovação, como produzi-la e com que objectivo? No que consiste e como deveria ser orientada a produção de inovação nos centros de conhecimento, universidades” (sobre Produção de Inovação) e “Inovação de produtos, serviços e processos de gestão. Que inovação é necessária e como deve ser gerida nas empresas” (acerca da utilização de inovação na gestão). No primeiro painel, estiveram presentes António Vidigal, CEO da EDP Inovação, Peter Villax, Clemente Pedro Nunes e Pinto de Sá, ambos professores do Instituto Superior Técnico (IST). Já no segundo painel, os oradores foram Luís Pedro Duarte, Partner Accenture, Rui Semedo (Presidente do Banco Popular), Luís Filipe Pereira (Ex-CEO da Efacec) e Rui Paiva (CEO da WeDo Technologies).

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo